segunda-feira, 21 de maio de 2012

Isso que é gestão eficiente: Governo Alckmin atrasa salários de professores.


Isso que é gestão eficiente: Governo Alckmin atrasa salários de professores. E não é por falta de recursos, é por ineficiência e má vontade. Rapidez no governo de SP é só para construir pedágios.

Outro absurdo é a quantidade de professores temporários: 13,4%.  A gestão tucana sempre preocupada com a educação pública.


Segue matéria do  Estadão


Parte dos professores da rede estadual de São Paulo está sem receber salário desde o começo das aulas, há três meses. Os atrasos do governo do Estado atingem professores contratados (que não são concursados). Há casos em que o pagamento está previsto para ocorrer, no mínimo, no mês de junho.


A Secretaria Estadual de Educação não informou exatamente quantos professores não receberam pagamento. Cerca de 29 mil docentes são temporários e trabalham regidos por contrato - 13,4% do total da rede. A reportagem conversou com 12 docentes que atuam como temporários - eles trabalham em escolas em vários locais da capital e do interior do Estado.

http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,sao-paulo-atrasa-salario-de-professores,868397,0.htm

3 comentários:

  1. De fato, estamos ruins em termos de gestão neste país.

    O que dizer da aquisição pelo Ministério da Pesca de 28 lanchas-patrulha por mais de R$ 30 milhões, das quais ao menos 23 nunca entraram em operação ou estão avariadas, segundo auditoria do TCU?

    Além de suspeita de direcionamento de licitação e superfaturamento, o que chama atenção é o fato de que as lanchas teriam sido adquiridas para fins de fiscalização, o que nunca foi a atividade-fim do Ministério da Pesca.

    Isso que é gestão eficiente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso também está errado.Mas está faltando parte da notícia.

      Excluir
  2. Matéria do Estadão:

    MEC atrasa R$ 11 milhões em verbas de apoio para programa de graduação

    Dos 780 grupos de ensino e pesquisa apoiados pelo Programa de Educação Tutorial em todo o País, 281 estão sem receber os recursos de custeio desde o ano passado e nenhum obteve o repasse em 2012; MEC culpa 'entraves burocráticos'



    Uma das iniciativas do Ministério da Educação (MEC) de fortalecimento dos cursos de graduação, o Programa de Educação Tutorial (PET) está com verbas atrasadas em todo País. Ao todo, 281 grupos estão sem receber as verbas anuais de custeio desde 2011 e nenhum dos 780 grupos recebeu em 2012 - um valor total de quase R$ 11 milhões. Professores ainda reclamam que não conseguem submeter relatórios de atividades desde 2010. (...)

    http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,mec-atrasa-r-11-milhoes-em-verbas-de-apoio-para-programa-de-graduacao-,883800,0.htm

    Isso que é gestão eficiente, hein?

    ResponderExcluir